Duas categorias e muitas vivências para compartilhar

A Cooperalfa

O dia 25 de julho reforça a importância de duas classes que desenvolvem um papel essencial nos negócios da cooperativa: colono e motorista

Publicado em 04/07/2024

Aos 61 anos, Angelo Dalmago exerce mais que a missão de produtor rural, mas a de ser uma inspiração para os filhos Dhieiso José, de 28 anos, e Juneor Luiz, de 17 anos. Todos os dias eles compartilham as alegrias, desafios e o amor pela profissão. Residentes no município de Irati/SC, a família é associada desde 1998 e atua nas atividades de suinocultura, bovinocultura de leite e grãos. “Vendo todos os produtos para a Alfa, pois é ali que me sinto mais seguro e sei que também posso contar com o suporte dos profissionais e de toda a equipe”.


Questionado sobre qual atividade prefere desenvolver, o associado da Alfa é direto: “Gosto de tudo e não vejo dificuldades em nenhum trabalho”.

Com muito amor pela profissão e sem pensar em mudar a rotina diária, Angelo mantém o compromisso de passar os conhecimentos aos filhos. “Quando eu era criança, perdi o pai e tive que aprender as coisas e trabalhar. Hoje, acho fundamental passar meus filhos o que sei. É muito bom ensinar o que é certo, mantendo sempre a honestidade, confiança e a amizade com todos. São esses valores que precisam ser cultivados”, declara.


Os filhos entendem bem essa mensagem e ressaltam que o foco sempre esteve voltado a fazer a gestão da propriedade como uma empresa familiar, trazendo boas oportunidades da porteira para dentro. “É gratificante trabalhar ao lado do nosso pai, sendo que ele sempre nos ensina muito. Somos de gerações diferentes e conseguimos nos entender muito bem, sendo que o pai passa sua experiência e também aceita novas ideias, sempre mantendo a cautela para tomar as decisões mais acertadas”, relatam Dhieiso e Juneor. “Algo que também nunca esquecemos é de não desistir, independentemente das dificuldades, e se manter na fé”, acrescentam.


Um papel essencial

Conforme o gerente da filial de Irati/SC, Claudinei Toldo, os agricultores possuem um papel muito importante, pois produzem alimento de alta qualidade para o mundo todo. “Nesse sentido, a Cooperalfa auxilia o produtor a se desenvolver, produzir mais e melhor. Para tanto, oferecemos assistência técnica gratuita e assim eles têm agregado valor às suas atividades, o que contribui para que possam se manter com renda nas propriedades e a Cooperalfa também segue com seus negócios e o vínculo cada vez mais próximo com os produtores”.

Sobre a família Dalmago, ele destaca que são sócios participativos, tanto em assembleias como em cursos e outras oportunidades oferecidas pela Alfa.


Missão: motorista

Angelo e os filhos têm na Cooperalfa uma parceria importante, com o suporte de vários profissionais, a exemplo do Claudiomir Zanchetti. Motorista da cooperativa há três anos, ele faz a entrega de mercadorias tanto aos associados como à própria cooperativa. Ele disse que a decisão de trocar de atividade com certeza foi a mais acertada. “Sou muito feliz na profissão e considero todas as etapas muito importantes. A cada dia temos a oportunidade de conversar com os produtores e saber mais sobre as diversas áreas, pois cada um, tem sua história”.

Para Claudiomir, um dos fatores que motivam a seguir na atividade, é a valorização pelo trabalho. “No meu caso, a satisfação é ainda maior, porque minha família sempre foi associada da Alfa, então já me sentia integrado à realidade da cooperativa”, salienta.


Reconhecimento

A Alfa conta, ao todo, com 1100 profissionais que atuam na área de transportes. O gerente de Logística e Transporte da cooperativa, Nelson Zanchettin, relata que o motorista é o responsável por fazer a mercadoria chegar ao seu destino e que nem sempre essa categoria é reconhecida de forma suficiente. “Enquanto Cooperalfa, consideramos o motorista como um gestor que possui inúmeras responsabilidades, sendo que possui um capital em suas mãos, que é um caminhão, que pode passar de R$ 1 milhão, mais uma carga a partir de R$ 300 mil, todo o cuidado do trânsito, das notas fiscais, da mercadoria, do cliente, do horário para chegar e fazer a descarga, e ainda, as condições das rodovias”, comenta Nelson ao citar que, para seguir na atividade, é essencial manter as atualizações e cursos, considerando os equipamentos que são cada vez mais modernos e automatizados.




Mensagem do presidente

Ao cumprimentar os profissionais que integram as duas categorias: Colono e Motorista, o presidente da Alfa, Romeo Bet, enaltece que é motivo de imensa alegria prestar uma homenagem diante da importância que todos representam no contexto mundial. “A você, nobre motorista e a você, nobre agricultor, os nossos parabéns e que Deus abençoe a cada um com muita sabedoria para enfrentar os desafios do dia a dia. No mundo moderno, os profissionais precisam acompanhar as evoluções, se manter atualizados em busca de expansão e desenvolvimento. Nossa gratidão por tudo que representam no contexto econômico e social”. 



Assessoria de Imprensa Cooperalfa