Dr. Marcos, sobre o Covid-19: “Ações foram eficazes”

Publicado em 07 de agosto de 2020

Comentário(s)

Após quase cinco meses de pandemia no Brasil, Dr. Marcos Vinícuis da Silveira, Médico do Trabalho na Cooperalfa e Aurora Alimentos de Chapecó, afirma que as medidas preventivas rígidas adotadas desde o início da pandemia, Alfa e Aurora estão em situação tranquila, “sinal que as ações foram eficazes”, garante.

Situação na Cooperalfa

O médico afirma que é muito tranquila a situação na Cooperalfa. Ele atribuiu o quadro, às medidas preventivas rigorosas logo no início. “Nossos casos são mínimos. As pandemias começam em etapas, em centros urbanos grandes e depois se espalham para as cidades do interior onde estão nossas filiais. Alguns casos isolados, porém, sem gravidade. Por isso, não podemos relaxar nas medidas preventivas, já amplamente divulgadas, entre elas a higiene das mãos, o uso de máscaras e isolamento social”, conclama Dr. Marcos.

Situação na Aurora em Chapecó

O doutor relata a situação da Aurora, que entrou forte, logo no começo, com higiene na entrada dos funcionários, distanciamento, máscaras e outras ações. “A reorganização de práticas de produção, evitando contato dos trabalhadores,  se mostrou método muito eficaz”. 

Imunidade em época de pandemia

O médico recomenda alimentação saudável, atividade física na medida do possível, nem que seja em casa, descanso e reposição, principalmente da vitamina D com exposição ao sol, ou mesmo a D3 comprada em farmácia.

Tendência do COVID

Para Dr. Marcos, a partir de  agosto, os casos tendem a diminuir, pois a disseminação já aconteceu. “Estamos há 04 meses em pandemia”. A migração, é bem clara: de centros grandes para os menores. E, nas maiores cidades, os casos estão diminuindo devido a uma série de medidas. “O nosso sistema de saúde não está guarnecido, ou seja, não conseguimos absorver muito mais que o volume atual”. Atualmente, confirma Dr. Marcos, falando da região de Chapecó, “as UTIs estão cheias, porém, não com lotação máxima ao ponto de ter de escolher quem colocar”. Para o médico, temos que cuidar para não chegar nesse ponto. “Enquanto a vacina não chega, vamos nos prevenir. A maioria vai pegar o COVID-19 e não vai nem sentir. Contudo, a aqueles que apresentarem sintomas, esses podem ser muito fortes, podendo até levar a óbito”.

Quando chega a vacina?

Dr. Marcos Vinícius acredita que a vacina chegue em 2021, com possibilidades remotas de ser em ainda este ano. “Têm países já em teste final com seres humanos, outros já em análise de resultados pós-testagem em humanos. Por isso, acredito que em pouco tempo teremos acesso à vacina”.

Recomendações do Médico

“Peço que, mesmo diante de notícias otimistas, às pessoas não baixem a guarda, ou seja, não deixem de tomar os devidos cuidados, como distanciamento social, assepsia das mãos e uso de máscaras, são medidas importantes”. Para o profissional da saúde, às vezes, problema não é nós, e sim, as pessoas com as quais convivemos, como idosos ou aquelas com alguma doença crônica, que requerem cuidados severos de saúde. “Vamos torcer que passe rápido esse vírus; quando chegar a vacina, já poderemos voltar à vida normal, sem máscara e com o convívio social como era antes, tão importante para o nosso bem-estar e saúde”.

(Assessoria de Imprensa Alfa, com avaliação, ajustes e aprovação da gerência de comunicação da Aurora).




Comente


Leia também

Conhecer para Cooperar

02 de setembro de 2016

Dia Nacional do Campo Limpo envolve 1.200 crianças em Chapecó

18 de agosto de 2016

Cooperalfa reuniu quadro de lideranças em agosto

14 de outubro de 2016

Gestão das propriedades em Ipuaçú

23 de agosto de 2016

As oportunidades da crise

01 de setembro de 2016

Identificada nova praga de pastagens em Santa Catarina

23 de agosto de 2016

Cooperalfa inicia o ano do seu cinquentenário

05 de janeiro de 2017

Contatos Cooperalfa

Contatos dos setores

Trabalhe na Cooperalfa

Ligar para matriz
(049) 3321-7000

Av. Fernando Machado, 2580-D
Passo dos Fortes
Chapecó / SC