O que o cooperativismo quer?

Publicado em 15 de janeiro de 2019

Comentário(s)

Durante a abertura, em Chapecó, dia 22 de janeiro, a diretoria da Alfa vai apresentar às autoridades constituídas, a seguinte pauta de reivindicações:

 1. Investimentos previstos da Aurora:

1.1 Num prazo de 13 meses (fim de 2019), a Aurora Alimentos, que em 2018 faturou R$ 9,1 bilhões, vai duplicar o abate de suínos na unidade - FACH I, no bairro Efapi em Chapecó – SC, incrementando em 5.297 suínos dia sobre o volume atual, ou seja, passará a abater 10.527 cabeças/dia. O valor total do Investimento será na ordem de R$ R$ 220 milhões.

1.2 Já no Frigorífico Aurora Guatambu – FAG, a meta é incrementar o terceiro turno e duplicar, passando para 397 mil aves/dia, com um investimento de R$ 175 milhões. Prazo final para conclusão, em 2021.

2. Investimentos previstos da Cooperalfa:

2.1 Cooperalfa, que em 2018 faturou R$ 3,3 Bilhões, tem 3.200 funcionários e 20.100 famílias de agricultores associados, pretende investir cerca de R$ 250 milhões numa nova Indústria processadora de soja para 2 mil toneladas/dia (ou 33.333 sacas) – extração por solvente, no atual complexo de silos da Linha Tomazelli, Chapecó. A atual capacidade é de 715 ton./dia, está localizada junto à matriz na Av. Fernando Machado. Tão logo a nova fábrica fique pronta (em fins de 2020), a atual unidade deixará de existir. No mesmo complexo, em 2018 a Alfa investiu R$ 16 milhões em milho extrusado e soja desativada.

3. Nova demanda geral de logística na BR 282 e SC 283

Com os projetos, aumentará de forma substancial o volume de caminhões, veículos e pessoas nos arredores dessas indústrias. A previsão é que, em determinados momentos, os três investimentos - somando entrada e saída de cargas -, exijam a circulação mais de 300 caminhões por dia nas vias de acesso, exigindo nova estrutura para mobilidade.

4. Requisitos preponderantes para viabilizar esses investimentos, a serem observados de imediato pelo Governo de SC:

4. 1 Fazer um trevo de acesso na BR-282, km 541 (Próximo à comunidade de Colônia Bacia - Chapecó), mais acesso ao contorno viário num trecho de aproximadamente 10 km, que vai sair na SC 283 (passando por Linha Simonetto). É necessário pavimentação e infraestrutura completa.

4.2 Duplicação da SC 283, da entrada do Frigorifico Aurora FACH 1, até o trevo do novo contorno viário, numa extensão aproximada de 1,5 km.

4.3 Fazer trevo de acesso na SC 283, na entrada para os atuais silos e nova área industrial da Cooperalfa.

Esses novos parâmetros viários para essa região da cidade de Chapecó, evitarão gargalos logísticos para milhares de veículos que dependem de fluxos rápidos, bem como, irão facilitar o desempenho dos transportadores.

5. Um novo olhar sobre as Secretarias de Agricultura e Desenvolvimento Sustentável:

5.1 Estudar unificação das duas secretarias, mirando mais rapidez e menos burocracia, além de agilizar os processos, quem sabe com investimentos na área de Informática.

5.2 Unir órgãos como IMA (ex-FATMA) à secretaria de agricultura, e não mais à pasta do Desenvolvimento Sustentável. Atualmente, órgãos fiscalizatórios do Estado, ou não compreendem determinadas realidades, ou lhes falta bom senso, especialmente quando se fala de CIDASC e temas ligados ao Meio Ambiente. É preciso deixar o viés das ideologias de lado, sem, é claro, infringir a Lei.

5.3 Quando a ACARESC, EMPASC e ACARPESC foram agrupadas (criando a EPAGRI), o campo perdeu em Assistência Técnica, e a pesquisa perdeu um pouco o rumo. Percebeu-se que um número grande de profissionais optou por trabalhar na Capital, quando a demanda efetiva de assistência e conhecimento, está na base que produz alimentos. É necessário descentralizar pessoas. Um exemplo, é o CEPAF Chapecó, carente em estrutura e mão de obra. A Cooperalfa entende que há, hoje, uma certa desconexão com grande aporte do trabalho da EPAGRI, com a realidade tecnológica exigida pelo campo e com a velocidade das atuais transformações.




Comente


Leia também

Conhecer para Cooperar

02 de setembro de 2016

Dia Nacional do Campo Limpo envolve 1.200 crianças em Chapecó

18 de agosto de 2016

Cooperalfa reuniu quadro de lideranças em agosto

14 de outubro de 2016

Gestão das propriedades em Ipuaçú

23 de agosto de 2016

As oportunidades da crise

01 de setembro de 2016

Identificada nova praga de pastagens em Santa Catarina

23 de agosto de 2016

Cooperalfa inicia o ano do seu cinquentenário

05 de janeiro de 2017

Contatos Cooperalfa

Contatos dos setores

Trabalhe na Cooperalfa

Ligar para matriz
(049) 3321-7000

Av. Fernando Machado, 2580-D
Passo dos Fortes
Chapecó / SC