Exportação de trigo já garante bom preço na colheita

Publicado em 04 de maio de 2018

Comentário(s)

De acordo com a Consultoria Trigo & Farinhas, os preços líquidos de exportações (posto interior) para os meses de setembro e dezembro deste ano (épocas de colheita) já garantem um nível de remuneração do trigo bem próximo ao seu custo de produção. “O que é uma ótima notícia para os agricultores brasileiros”, aponta o analista Luiz Fernando Pacheco.

Segundo ele, os moinhos e cerealistas podem abrir preço para os agricultores sem medo, porque podem se cobrir no mercado futuro: “Se Chicago subir mais, ganharão na Bolsa e poderão até repassar parte dos ganhos aos agricultores, para garantir as entregas e fidelizar os agricultores, que ficarão seus amigos desde criancinhas”.

Além disso, os agricultores podem fechar contratos com os moinhos, porque plantarão já sabendo o preço efetivo, que cobre os custos e que receberão quando colherem. “O importante é aumentarmos o plantio e ter lucro. No Paraná, o fluxo de escoamento tem excelentes perspectivas de vends aos demais estados, inclusive para o Nordeste, quantidades maiores do que o ano passado, se forem incorporados os 263 mil hectares não plantados com milho safrinha”, explica. 

“No RS, porque, como vimos, os preços de exportação estão cobrindo os custos de produção e o excedente poderá ser exportado, tanto para outros estados, como para o exterior. No Centro-Oeste, principalmente Minas Gerais, DF e Bahia, porque as perspectivas de preço são muito boas e os lucros tendem a ser excelentes. Neste ano parece que estarão afastadas as duas grandes preocupações para o plantio de trigo no Brasil: clima e preço. Ambos tem excelentes perspectivas: o clima deverá ser frio nos meses de plantio e desenvolvimento inicial e seco na colheita, evitando as doenças como giberela e brusone; e os preços já estão sendo fixados para a colheita em níveis que cobrem os custos de produção. Não é ótimo?”, conclui Pacheco.

Fonte: Agrolink




Comente


Leia também

Conhecer para Cooperar

02 de setembro de 2016

Dia Nacional do Campo Limpo envolve 1.200 crianças em Chapecó

18 de agosto de 2016

Cooperalfa reuniu quadro de lideranças em agosto

14 de outubro de 2016

Gestão das propriedades em Ipuaçú

23 de agosto de 2016

As oportunidades da crise

01 de setembro de 2016

Identificada nova praga de pastagens em Santa Catarina

23 de agosto de 2016

Cooperalfa inicia o ano do seu cinquentenário

05 de janeiro de 2017

Contatos Cooperalfa

Contatos dos setores

Trabalhe na Cooperalfa

Ligar para matriz
(049) 3321-7000

Av. Fernando Machado, 2580-D
Passo dos Fortes
Chapecó / SC