Santa Catarina comemora 25 anos sem registros de febre aftosa

Publicado em 06 de abril de 2018

Comentário(s)

O Brasil comemorou no dia 05 de abril a plena erradicação da febre aftosa em seu território, reconhecido pela Organização Mundial da Saúde Animal (OIE). O “Dia A” marcou a conquista e foi organizado em Santa Catarina pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC) no município de Chapecó. As principais entidades do agronegócio catarinense participaram do evento que salientou a conquista do status sanitário brasileiro.

Santa Catarina vive um estágio avançado. É o único Estado do País que, até o momento, possui área livre da febre aftosa sem a vacinação. O presidente da FAESC e vice-presidente de finanças da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), José Zeferino Pedrozo, reforçou que essa é uma conquista que teve a importante contribuição de produtores rurais, agroindústrias e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), além do fundamental trabalho desenvolvido pela Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (CIDASC).

“Temos condições sustentáveis para manter o status sanitário de destaque o qual ocupa Santa Catarina. Tal reconhecimento contribui para que possamos chegar a novos mercados internacionais”, complementou Pedrozo.

De acordo com o superintendente federal da agricultura, substituto, Michel Tavares Assis, em maio o Brasil terá mais uma notícia a comemorar. A OIE anunciará o Brasil como livre da febre aftosa com vacinação consolidando o processo coordenado pelo MAPA. “No início de dezembro, foram declaradas novas zonas livres da febre aftosa com vacinação encerrando nacionalmente o processo de erradicação da doença. Em abril, completaram-se 11 anos sem registro de ocorrência de aftosa no País”, reforçou.

O secretário adjunto da agricultura e da pesca, Athos de Almeida Lopes Filho, destacou que esse diferencial abriu as portas para a exportação da carne catarinense aos mercados mais exigentes do mundo. “A certificação também contribuiu para que nos tornássemos o maior produtor de suínos e o segundo maior produtor de aves do País”.

Histórico de sucesso

O último foco de febre aftosa ocorreu em 1993 e desde 2000 foi suspensa a vacinação contra a doença em território catarinense. Em maio de 2007 representantes da FAESC e do Governo do Estado participaram de Assembleia Mundial da OIE e receberam o certificado que tornou Santa Catarina livre de febre aftosa sem vacinação.

A médica veterinária da CIDASC Chapecó, Luciane de Cássia Surdi, explicou que o trabalho coordenado pela CIDASC contribui para a manutenção do status sanitário diferenciado. A Companhia mantém, atualmente, 63 barreiras sanitárias fixas nas divisas com Paraná, Rio Grande do Sul e Argentina, controlando a entrada e saída de animais e de produtos agropecuários.

“Em Santa Catarina todos os bovinos e bubalinos são identificados e rastreados e não é permitida a entrada de bovinos provenientes de outros Estados. No caso de caprinos, ovinos e suínos criados fora do território catarinense os animais passam por um período de quarentena tanto na origem como no destino onde são efetuados testes para a febre aftosa”, esclareceu a médica veterinária.

Luciane reforçou a importância da contribuição de toda a cadeia produtiva do setor primário para que o Estado permaneça com o status sanitário livre da doença sem vacinação. “Produtores rurais, agroindústrias e órgãos de representatividade devem ser vigilantes e inspecionar os rebanhos para continuar garantindo a referência da sanidade animal do Estado”, finalizou.

MB Comunicação




Comente


Leia também

Conhecer para Cooperar

02 de setembro de 2016

Dia Nacional do Campo Limpo envolve 1.200 crianças em Chapecó

18 de agosto de 2016

Cooperalfa reuniu quadro de lideranças em agosto

14 de outubro de 2016

Gestão das propriedades em Ipuaçú

23 de agosto de 2016

As oportunidades da crise

01 de setembro de 2016

Identificada nova praga de pastagens em Santa Catarina

23 de agosto de 2016

Cooperalfa inicia o ano do seu cinquentenário

05 de janeiro de 2017

Contatos Cooperalfa

Contatos dos setores

Trabalhe na Cooperalfa

Ligar para matriz
(049) 3321-7000

Av. Fernando Machado, 2580-D
Passo dos Fortes
Chapecó / SC