Soja: com avanço da colheita, cotações recuam

Publicado em 05 de fevereiro de 2018

Comentário(s)

O clima favoreceu a colheita de soja em muitas regiões brasileiras na segunda quinzena de janeiro, principalmente em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo – as atividades também foram iniciadas em Goiás, Minas Gerais (áreas precoces) e nas regiões norte e oeste do Paraná.

Com isso, os preços médios da soja em grão recuaram nas últimas semanas do mês, fazendo com que o valor médio de janeiro ficasse 3% abaixo do de dezembro/17. Segundo pesquisadores do Cepea, a queda nos preços domésticos se deve também à desvalorização do dólar frente ao Real, cenário que retraiu os produtores e limitou as exportações.

Quanto ao ritmo de comercialização, as negociações seguem pontuais, com cautela tanto do lado comprador quanto do vendedor. Além disso, conforme a colheita avança, agentes dão prioridade ao cumprimento de contratos. Mesmo assim, deve haver maior interesse de venda nas próximas semanas, para pagamento das despesas de colheita. Considerando-se as médias de dezembro/17 e janeiro/18, houve queda de 3,2% para o Indicador ESALQ/BM&FBovespa da soja Paranaguá (PR) e de 3,7% para o Indicador CEPEA/ESALQ Paraná – no mês passado, as médias foram de R$ 71,83/sc de 60 kg e de R$ 67,42/sc de 60 kg, respectivamente.

Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br




Comente


Leia também

Conhecer para Cooperar

02 de setembro de 2016

Dia Nacional do Campo Limpo envolve 1.200 crianças em Chapecó

18 de agosto de 2016

Cooperalfa reuniu quadro de lideranças em agosto

14 de outubro de 2016

Gestão das propriedades em Ipuaçú

23 de agosto de 2016

As oportunidades da crise

01 de setembro de 2016

Identificada nova praga de pastagens em Santa Catarina

23 de agosto de 2016

Cooperalfa inicia o ano do seu cinquentenário

05 de janeiro de 2017

Contatos Cooperalfa

Contatos dos setores

Trabalhe na Cooperalfa

Ligar para matriz
(049) 3321-7000

Av. Fernando Machado, 2580-D
Passo dos Fortes
Chapecó / SC