IBGE projeta queda de 6% na safra deste ano

Publicado em 09 de fevereiro de 2018

Comentário(s)

A primeira estimativa de 2018 para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas totalizou 226,1 milhões de toneladas, resultado 6,0% inferior ao obtido em 2017 (240,6 milhões de toneladas), representando uma redução de 14,5 milhões de toneladas. A previsão do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) foi divulgada nesta quinta-feira (08/02) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em relação ao 3º prognóstico da safra 2018, divulgado em janeiro (224,3 milhões de toneladas), a estimativa da produção aumentou 0,8%. Arroz, milho e soja, os três principais produtos deste grupo, somados, representaram 92,8% da estimativa da produção e respondem por 86,8% da área a ser colhida, informou a Agência de Notícias do IBGE.

Milho

A produção de milho está estimada em 85,8 milhões de toneladas, 13,8% menor que a do ano passado. A queda das cotações do grão serviu como desestimulo ao plantio e à compra de insumos, o que pode comprometer a produtividade em diversas regiões. Estima-se que a área plantada e a ser colhida no país seja próxima a 16,6 milhões de hectares, redução de 7,9% e 7,1%, respectivamente, quando comparada com 2017.

A primeira safra deve contribuir com 26,5 milhões de toneladas, 30,9% do total a ser produzido ao longo do ano. A área plantada e a área a ser colhida foram estimadas em 5,3 milhões de hectares, nessa mesma ordem, apresentando reduções de 6,8% e 5,2%.

A produção de milho de segunda safra foi estimada em 59,3 milhões de toneladas, 13,4% abaixo do obtido no ano anterior. As estimativas apontam uma área plantada de 11,3 milhões de hectares e um rendimento médio 5.246 kg/ha, respectivamente, reduções de 8,4% e 6,0%. O atraso das chuvas no segundo semestre de 2017 ocasionou a prorrogação do plantio da soja e reduziu o período para a produção do milho segunda safra.

Soja (em grão)

A primeira estimativa de produção para 2018 totalizou 112,4 milhões de toneladas, redução de 2,2% em relação à safra de 2017. Apesar da expectativa de uma boa safra em 2018, o resultado deve ficar abaixo dos volumes alcançados em 2017, quando o clima extremamente favorável e os elevados investimentos nas lavouras proporcionaram safra recorde ao País.

Estima-se que a área plantada com a leguminosa deva alcançar 34,6 milhões de hectares, aumento de 1,8% em relação a 2017. Com a cotação do milho em baixa durante o ano de 2017, a produção de soja voltou a ser mais atrativa aos produtores na primeira safra, com retomada de parte da área destinada ao milho 1ª safra em 2017.

Fonte: Avicultura Industrial




Comente


Leia também

Conhecer para Cooperar

02 de setembro de 2016

Dia Nacional do Campo Limpo envolve 1.200 crianças em Chapecó

18 de agosto de 2016

Cooperalfa reuniu quadro de lideranças em agosto

14 de outubro de 2016

Gestão das propriedades em Ipuaçú

23 de agosto de 2016

As oportunidades da crise

01 de setembro de 2016

Identificada nova praga de pastagens em Santa Catarina

23 de agosto de 2016

Cooperalfa inicia o ano do seu cinquentenário

05 de janeiro de 2017

Contatos Cooperalfa

Contatos dos setores

Trabalhe na Cooperalfa

Ligar para matriz
(049) 3321-7000

Av. Fernando Machado, 2580-D
Passo dos Fortes
Chapecó / SC