Vem aí a segunda maior safra da história

Publicado em 12 de janeiro de 2018

Comentário(s)

No dia 11 de janeiro, tanto o IBGE como a Conab, divulgaram novas projeções para a safra 2017/2018. A mensagem é de que teremos a segunda maior colheita de grãos da história. Os novos números apontam resultados melhores do que os previstos há dois meses e os próximos também têm tudo para serem melhores do que os atuais.

Para o IBGE, serão 224 milhões de toneladas de grãos, queda de 6,8% em relação à produção de 2017. Para a Conab, 228,0 milhões de toneladas, redução de 4,1%. São números provavelmente conservadores, pois o regime de chuvas de estação, embora um pouco atrasado, veio bem melhor do que o inicialmente previsto pelos meteorologistas.

Já dá para antever impactos da excelente safra agrícola também desta temporada. Um deles é o de que tende a repetir-se em 2018 o choque positivo de oferta de alimentos, o mesmo que ajudou a derrubar a inflação em 2017. Em princípio, a expectativa de baixa pressão sobre os preços dos alimentos ajuda a segurar os demais preços.

Outro impacto benéfico será sobre a renda. Graças ao retorno da safra anterior, o agricultor está mais capitalizado e deverá reforçar o caixa com a nova colheita – a depender dos preços globais das commodities agrícolas que, na média, estão relativamente estáveis.

Esse reforço de caixa deverá refletir-se em aumento do poder aquisitivo, a partir do interior do País. É fator que deverá compor-se com o da melhoria geral do emprego e com a queda do custo de vida. Ou seja, melhoram as condições reais da economia.

“A agropecuária, mais uma vez, ajudou a economia a ter musculatura”, afirmou Renato Conchon, coordenador do Núcleo Econômico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Em primeiro lugar entre as condições perfeitas, veio o clima. “Uma condição climática favorável nunca foi tão generalizada”, disse a consultora independente Amaryllis Romano, especializada em agropecuária. Segundo a economista, o clima foi o ideal ao longo de toda a safra (do verão iniciado em 2016 ao segundo semestre de 2017) e em todas a regiões produtoras.

Fonte: Estadão




Comente


Leia também

Conhecer para Cooperar

02 de setembro de 2016

Dia Nacional do Campo Limpo envolve 1.200 crianças em Chapecó

18 de agosto de 2016

Cooperalfa reuniu quadro de lideranças em agosto

14 de outubro de 2016

Gestão das propriedades em Ipuaçú

23 de agosto de 2016

As oportunidades da crise

01 de setembro de 2016

Identificada nova praga de pastagens em Santa Catarina

23 de agosto de 2016

Cooperalfa inicia o ano do seu cinquentenário

05 de janeiro de 2017

Contatos Cooperalfa

Contatos dos setores

Trabalhe na Cooperalfa

Ligar para matriz
(049) 3321-7000

Av. Fernando Machado, 2580-D
Passo dos Fortes
Chapecó / SC