Feijão: Com a volta de bom tempo, vender ou esperar?

Publicado em 04 de janeiro de 2018

Comentário(s)

Com a volta do sol no Paraná, a colheita está sendo retomada. Portanto, os produtores que têm estoques em São Paulo, em Minas Gerais e no Mato Grosso estão em dúvida se vendem agora ou não. “À medida que surgem os compradores, é recomendável que o produtor aproveite e venda”, recomendam os produtores mais experientes. Tendo em vista que valorizou e agora tem liquidez, faz sentido esta estratégia. Durante o mês de dezembro, houve momentos em que não havia compradores, não era questão de tentar vender mais barato e sim de achar um comprador. Mas o Paraná não perdeu toda a safra? Não. O que foi perdido é o Feijão que estava pronto para colher.

Haverá perda de produtividade em algumas lavouras. Caso volte a chover, dependerá do volume, da intensidade e do período para que venham a acontecer novas perdas.

Ontem, houve relatos de vendas nas lavouras em Minas Gerais a R$ 110 para Feijão nota 8,5 acima e em São Paulo a R$ 110, para Feijão nota 9, e Campos Gerais 8,5 por R$ 97. Também no Mato Grosso, os preços variaram de R$ 90 e R$ 95.


Fonte: IBRAFE




Comente


Leia também

Conhecer para Cooperar

02 de setembro de 2016

Dia Nacional do Campo Limpo envolve 1.200 crianças em Chapecó

18 de agosto de 2016

Cooperalfa reuniu quadro de lideranças em agosto

14 de outubro de 2016

Gestão das propriedades em Ipuaçú

23 de agosto de 2016

As oportunidades da crise

01 de setembro de 2016

Identificada nova praga de pastagens em Santa Catarina

23 de agosto de 2016

Cooperalfa inicia o ano do seu cinquentenário

05 de janeiro de 2017

Contatos Cooperalfa

Contatos dos setores

Trabalhe na Cooperalfa

Ligar para matriz
(049) 3321-7000

Av. Fernando Machado, 2580-D
Passo dos Fortes
Chapecó / SC