Panorama de mercado: milho e soja para esta semana

Publicado em 11 de dezembro de 2017

Comentário(s)

Clima e demanda elevada para a soja e negócios em ritmo lento para o milho. 

Soja: preocupação em relação ao clima e demanda elevada

O baixo volume de chuvas no Sul do Brasil e na Argentina, que tem preocupado sojicultores e consumidores da soja, e a maior demanda internacional têm elevado os preços do grão no mercado doméstico. O Indicador da soja ESALQ/BM&FBovespa Paranaguá fechou a R$ 75,16/saca de 60 kg nessa sexta-feira, 8, alta de 0,87% entre 1º e 8 de dezembro. O Indicador CEPEA/ESALQ Paraná, a elevação foi de 1,28% no mesmo período, fechando a R$ 71,04/sc de 60 kg na sexta.

Quanto ao clima, há preocupações sobre a possibilidade de ocorrência do fenômeno La Niña, que pode refletir em baixa umidade no início de 2018 e afetar o desenvolvimento das lavouras semeadas mais tardiamente. Em relação às exportações, em novembro, o Brasil exportou volume recorde de soja em grão para o mês. Foram 2,14 milhões de toneladas embarcadas no período, quase sete vezes a mais que o total em novembro de 2016 (316 mil toneladas), segundo a Secex.

Milho: com fim de ano, negócios seguem em ritmo lento

A comercialização de milho está praticamente paralisada no mercado brasileiro, de acordo com pesquisas do Cepea. Vendedores estão retraídos, à espera de valores mais elevados, enquanto compradores mostram pouco interesse em negociar grandes lotes. Além disso, a proximidade do recesso de final de ano já tem reduzido o ritmo de negociação do cereal.

Nesse ambiente, prevaleceu a pressão de vendedores, o que reflete em aumento dos preços na maior parte das regiões acompanhadas pelo Cepea. Na região de Campinas (São Paulo), referência do Indicador ESALQ/BM&FBovespa, avançou 2,1% entre 1º e 8 de dezembro, fechando a R$ 31,58/saca de 60 kg, na sexta-feira, 8.

Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br




Comente


Leia também

Conhecer para Cooperar

02 de setembro de 2016

Dia Nacional do Campo Limpo envolve 1.200 crianças em Chapecó

18 de agosto de 2016

Cooperalfa reuniu quadro de lideranças em agosto

14 de outubro de 2016

Gestão das propriedades em Ipuaçú

23 de agosto de 2016

As oportunidades da crise

01 de setembro de 2016

Identificada nova praga de pastagens em Santa Catarina

23 de agosto de 2016

Cooperalfa inicia o ano do seu cinquentenário

05 de janeiro de 2017

Contatos Cooperalfa

Contatos dos setores

Trabalhe na Cooperalfa

Ligar para matriz
(049) 3321-7000

Av. Fernando Machado, 2580-D
Passo dos Fortes
Chapecó / SC