Leite: alimento na medida certa

Publicado em 08 de dezembro de 2017

Comentário(s)

Dia 7 de novembro, durante o VII Simpósio Brasil Sul de Bovinocultura de Leite promovido pelo Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas – Nucleovet, no auditório do Centro de Eventos Plínio Arlindo de Nês, em Chapecó (SC), o educador físico Márcio Atalla proferiu palestra com o título “Leite: alimento na medida certa”.

Atalla desvendou mitos e verdades que cercam a nutrição e a prática de atividades físicas, além de apresentar dicas sobre hábitos saudáveis e qualidade de vida. Ele também destacou a diferença entre ponto de vista e ciência, e mostrou de que forma isso pode afetar a dieta das pessoas, a exemplo da discussão sobre o consumo de produtos lácteos. Nutrição é uma ciência e não um ponto de vista. A palestra de Atalla foi promovida pelo projeto #BEBAMAISLEITE e tem o patrocínio da Aurora e da Tetra Pak.  A renda das inscrições foi revertida em doação de leite para a Fraternidade Cristã de Pessoas com Deficiência (FDC Chapecó/SC).

Ao destacar os benefícios de uma rotina saudável, Márcio salientou que a saúde depende muito mais do estilo de vida de cada um e é aquilo que se faz na maior parte dos dias. Segundo ele, “o que determina nosso estilo de vida é o meio ambiente e mais da metade das doenças são causadas pelas escolhas que a gente faz na maior parte dos nossos dias”. Segundo Atalla, o exercício é a única coisa que leva oxigênio para o corpo e, por conta disso, diminui as chances de ter as veias entupidas. “Você sabia que exercitando, a pessoa reduz em até 40% a chance de ter câncer”? Atividade física regular e moderada controla os fatores de risco e mantem o equilíbrio do corpo. “Procure qualquer atividade que você consiga dar regularidade, para aumentar o gasto calórico e melhorar o seu condicionamento físico corporal”, recomendou.

Sobre o consumo de produtos lácteos, segundo Marcio, existem muitos mitos. O fato é que o leite é um alimento muito saudável. Um copo de leite de 200 ml contém 6,4 g de proteína, de 8 a 10 g de carboidrato, 6 g de gordura (integral), 244 mg de Cálcio e 194 mg de Fósforo. E para preservar a massa muscular e criar massa magra é importante praticar exercício e consumir proteína (contida também no leite). Ele fez um apelo as pessoas para que não acreditem em dietas milagrosas. É preciso cortar as calorias, mas não o glúten e a lactose. “Além disso, não podemos exagerar no sal, açúcar e gordura, consumir fibra e de preferência “que sua alimentação contenha pelo menos 60% de alimento in natura: como arroz, feijão, carne e leite”.

Leia mais na edição de dezembro do Jornal O Cooperalfa http://www.cooperalfa.com.br/jornal/ultima-edicao/




Comente


Leia também

Conhecer para Cooperar

02 de setembro de 2016

Dia Nacional do Campo Limpo envolve 1.200 crianças em Chapecó

18 de agosto de 2016

Cooperalfa reuniu quadro de lideranças em agosto

14 de outubro de 2016

Gestão das propriedades em Ipuaçú

23 de agosto de 2016

As oportunidades da crise

01 de setembro de 2016

Identificada nova praga de pastagens em Santa Catarina

23 de agosto de 2016

Cooperalfa inicia o ano do seu cinquentenário

05 de janeiro de 2017

Contatos Cooperalfa

Contatos dos setores

Trabalhe na Cooperalfa

Ligar para matriz
(049) 3321-7000

Av. Fernando Machado, 2580-D
Passo dos Fortes
Chapecó / SC