Carne Fraca: Brasil deixou de exportar 200 mil toneladas de carne de frango e suína em 2017

Publicado em 13 de dezembro de 2017

Comentário(s)

Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) estimou que o país, que responde por cerca de 40% das exportações globais de frango, poderia ter exportado mais 200 mil toneladas de carne de frango e de porco neste ano se não fosse o impacto da operação Carne Fraca, deflagrada em março.

A avaliação, divulgada nesta quarta-feira, 13 de dezembro, pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), indica que o Brasil deverá encerrar 2017 com exportações de 4,320 milhões de toneladas, recuo de mais de 1% ante o recorde de 2016, obtendo receita de US$ 7,2 bilhões (alta anual de 6%).

"Os equívocos nas generalizações na divulgação da Operação Carne Fraca deixaram, de imediato, marcas profundas no setor produtivo, seja junto ao público brasileiro ou aos mercados internacionais", analisou o presidente da ABPA, Francisco Turra, em nota.

Produção

A ABPA afirmou ainda que a produção brasileira de carne de frango deverá totalizar 13,056 milhões de toneladas em 2017, aumento de 1,2% sobre o volume produzido pelo país em 2016.

Com este desempenho, o consumo per capita deverá encerrar o ano em 42 quilos, uma elevação de 1,8% em relação ao ano passado.

Fonte: ABPA




Comente


Leia também

Conhecer para Cooperar

02 de setembro de 2016

Dia Nacional do Campo Limpo envolve 1.200 crianças em Chapecó

18 de agosto de 2016

Cooperalfa reuniu quadro de lideranças em agosto

14 de outubro de 2016

Gestão das propriedades em Ipuaçú

23 de agosto de 2016

As oportunidades da crise

01 de setembro de 2016

Identificada nova praga de pastagens em Santa Catarina

23 de agosto de 2016

Cooperalfa inicia o ano do seu cinquentenário

05 de janeiro de 2017

Contatos Cooperalfa

Contatos dos setores

Trabalhe na Cooperalfa

Ligar para matriz
(049) 3321-7000

Av. Fernando Machado, 2580-D
Passo dos Fortes
Chapecó / SC