Outubro inicia com estabilidade nos preços do suíno

Publicado em 05 de outubro de 2017

Comentário(s)

Pagamento dos salários tende a impulsionar o consumo nos próximos dias

O mercado suinícola independente não registou grandes variações no preço do animal vivo, permanecendo os mesmos patamares da semana passada as principais praças. De acordo com a análise do Cepea/Esalq as cotações foram sustentadas pela baixa oferta de animais para abate. A expectativa agora está para os dias após o pagamento do salário, onde o consumo tende a aumentar naturalmente.

A Bolsa de Suínos de São Paulo definiu pela manutenção nos preços em R$ 79,00 a R$ 81,00/@ condições bolsa, respectivamente R$ 4,21 a R$ 4,32/Kg vivo condições bolsa.

A Bolsa de Suínos de Minas Gerais realizada nesta segunda-feira (02/10), entre suinocultores e representantes dos frigoríficos, teve uma queda de R$ 0,10 frente ao valor da semana anterior, ficando no valor de R$ 4,30.

A pesquisa semanal da cotação do suíno no Rio Grande do Sul mostrou estabilidade, novamente, no preço médio pago pelo quilo animal vivo ao produtor independente, R$ 3,87. No Paraná, de acordo com a Associação Paranaense de Suinocultores o valor permanece entre R$ 3,90 a R$ 4. Assim como em Santa Catarina o mercado segue firme em R$ 3,80.

Suinocultura Industrial




Comente


Leia também

Conhecer para Cooperar

02 de setembro de 2016

Dia Nacional do Campo Limpo envolve 1.200 crianças em Chapecó

18 de agosto de 2016

Cooperalfa reuniu quadro de lideranças em agosto

14 de outubro de 2016

Gestão das propriedades em Ipuaçú

23 de agosto de 2016

As oportunidades da crise

01 de setembro de 2016

Identificada nova praga de pastagens em Santa Catarina

23 de agosto de 2016

Cooperalfa inicia o ano do seu cinquentenário

05 de janeiro de 2017

Contatos Cooperalfa

Contatos dos setores

Trabalhe na Cooperalfa

Ligar para matriz
(049) 3321-7000

Av. Fernando Machado, 2580-D
Passo dos Fortes
Chapecó / SC