Profissionais de museus do Extremo Oeste catarinense visitam o Centro de Memória Alfa-Maxicrédito

Publicado em 14 de junho de 2017

Comentário(s)

No dia 07 de junho, o Centro de Memória Alfa/MaxiCrédito - CEMAC recebeu a visita de profissionais de museus do Extremo Oeste catarinense: Marta Rejane Ertel Welter, representando o Museu de São João do Oeste; Roseli Gass, representando o Museu de Itapiranga e Rosalino Siqueira, representando o Museu de Palma Sola. A mediação foi feita pelos pesquisadores do Centro de Memória do Oeste de Santa Catarina – CEOM/Unochapecó André Luiz Onghero e Ademir Miguel Salini.

Os profissionais do Extremo Oeste estiveram no CEOM para participar de uma oficina sobre noções básicas de organização e preservação de acervo museológico. Além de aulas teóricas e práticas, tiverem a oportunidade de visitar outros espaços culturais de Chapecó que desenvolvem atividades de preservação, organização e divulgação histórica e cultural.  O CEMAC foi um dos espaços visitados, com o intuito de apresentar o trabalho que realiza.

As historiadoras do CEMAC, Elisandra Forneck, Aline Maisa Lubenow e Enelice Aparecida Pansera explanaram sobre os trabalhos técnicos e de pesquisa realizados pelo Centro de Memória, além das parcerias que faz para a realização de atividades culturais. Apresentaram também um pouco da história da Cooperalfa e da MaxiCrédito e seu envolvimento com a comunidade.

Na opinião do historiador Rosalino, a Cooperalfa e o Sicoob MaxiCrédito estão de parabéns pela iniciativa de preservar a história do cooperativismo, que é tão importante para as regiões onde atua. “É um belíssimo trabalho de preservação e difusão da história e da cultura cooperativa. O cooperativismo mostra que uma associação de pessoas sérias e comprometidas ajuda muito no desenvolvimento dos lugares onde atua”.

Além da troca de conhecimentos, a visita gerou uma parceria. Em breve a exposição “Cooperação como Herança” ficará exposta no Museu da Colonização de Palma Sola. Nesta oportunidade, escolas e a população em geral poderão conhecer melhor a história da Cooperalfa, do cooperativismo e da cooperação em Santa Catarina.

Para a historiadora Elisandra Forneck, é importante esse intercambio de informações e as parcerias com museus e espaços de memória. “Isso nos dá a oportunidade de mostrar mais do trabalho do CEMAC, aprender com as experiências de outras instituições e ajuda a fomentar mais iniciativas de valorização da história regional”.

Fonte: Cemac




Comente


Leia também

Conhecer para Cooperar

02 de setembro de 2016

Dia Nacional do Campo Limpo envolve 1.200 crianças em Chapecó

18 de agosto de 2016

Cooperalfa reuniu quadro de lideranças em agosto

14 de outubro de 2016

Gestão das propriedades em Ipuaçú

23 de agosto de 2016

As oportunidades da crise

01 de setembro de 2016

Identificada nova praga de pastagens em Santa Catarina

23 de agosto de 2016

Cooperalfa inicia o ano do seu cinquentenário

05 de janeiro de 2017

Contatos Cooperalfa

Contatos dos setores

Trabalhe na Cooperalfa

Ligar para matriz
(049) 3321-7000

Av. Fernando Machado, 2580-D
Passo dos Fortes
Chapecó / SC