IV Noite de Cinema




A IV Noite de Cinema, realizada no dia 23 de maio de 2018, com a exibição do documentário “Atingidos Somos Nós”, fez parte da programação da 16ª Semana Nacional de Museus. O tema de 2018, “Museus hiperconectados: novas abordagens, novos públicos”, propôs uma aproximação das instituições com seus públicos, tanto pelo viés tecnológico quanto por outras conexões. O evento teve também a presença da diretora do documentário, Carmem Giongo; da Margot Filmes, co-produtora do filme e da família Kemmrich, de Paial/SC, cujas terras foram atingidas pela barragem de Itá e também de Águas de Chapecó.  “Atingido Somos Nós" é uma produção independente, que narra histórias de vida e os impactos da construção de hidrelétrica de Itá/SC. No vídeo, são apresentadas narrativas dos agricultores que permaneceram vivendo no entorno do reservatório após a construção da obra no ano 2000 e presenciaram o desaparecimento de suas comunidades. O filme é fruto da tese de doutorado de Carmem Giongo, desenvolvida na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, junto ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional.



Chapecó de ontem e hoje: imagens de uma tragetória centenária




Em 2017, em comemoração ao centenário de Chapecó, o CEMAC foi parceiro do CEOM/Unochapecó na organização da exposição fotográfica “Chapecó de Ontem e Hoje: imagens de uma trajetória centenária”, lançada em agosto de 2017. Também foram parceiros no projeto o Museu de História e Arte de Chapecó e a Universidade Federal da Fronteira Sul-UFFS. A exposição mostra através de fotografias, o desenvolvimento da cidade e as transformações ocorridas ao longo do tempo. Além de ficar em cartaz no Unochapecó, no CEOM, no Shopping Pátio Chapecó e na Universidade Federal da Fronteira Sul, a mostra ficou exposta no Super Alfa entre os dias 24 e 28 de agosto, atingindo um público de 6700 pessoas. 



III Noite de Cinema




No dia 18 de maio de 2017, o CEMAC realizou a III Noite de Cinema, com a exibição do filme "Brava gente italiana, a saga da imigração italiana no Brasil, contada por seus descendestes". O evento integrou a programação da 15° Semana Nacional de Museus, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) em comemoração ao dia Internacional dos Museus. Realizado no auditório do Centro Administrativo do Sicoob MaxiCrédito, o evento contou com a participação especial do Coral de Chapecó. Após a exibição do filme, o diretor Sérgio Sbragia conversou com o público sobre a produção do longa e as características da cultura italiana que vem sendo resignificados ao longo do tempo. O público se encantou com as histórias e, muitas vezes, se identificou com as vivências das famílias entrevistadas. Um coquetel com comidas típicas da culinária italiana fechou a noite.



Cooperação como Herança




A exposição fotográfica Cooperação como Herança foi idealizada em dois formatos: painéis de PVC e banners.  A versão em banners circulou pelas escolas e foi composta por 25 imagens. Em painéis de PVC foi elaborada a partir de 72 imagens. Em ambas as versões, foram apresentadas imagens e documentos que retratam as transformações da agropecuária e do cooperativismo em Santa Catarina nos séculos XX e XXI, além de retratos dos 50 anos da Cooperalfa, completados em 2017. Financiada pela Lei de Incentivo à Cultura, Lei Rouanet, o projeto teve patrocínio da Cargill/Nutron. Durante o ano de 2017, participou de vários eventos e circulou por 83 escolas de 61 municípios de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, atingindo um público de mais de 75 mil pessoas.



Cooperação como Herança



Exposição fotográfica Cooperação como Herança nas escolas.



O Oeste catarinense pelas lentes de Fritz Plaumann



Compondo a programação da Primavera dos Museus 2016, o Centro de Memória Alfa/MaxiCrédito – CEMAC, recebeu entre os dias 16 e 25 de setembro, no Superalfa Chapecó a exposição “Entre o estranhamento e a fascinação: o Oeste catarinense pela lente de Fritz Plaumann”, elaborada pelo Centro de Memória do Oeste de Santa Catarina-CEOM, em parceria com a Prefeitura de Seara-SC. Como um dos poucos fotógrafos da região na primeira metade do século XX, seus registros são raridade e mostram uma região que teve sua paisagem intensamente modificada no século XX. Durante os 10 dias em que a exposição esteve no Superalfa, atraiu os olhares de cerca de oito mil pessoas.



II Noite de Cinema



O CEMAC participou da Semana dos Museus 2016, com a realização da II Noite de Cinema no auditório do Sicoob MaxiCrédito em Chapecó-SC. No dia 19 de maio foi exibido o documentário “Walachai”, com posterior debate com a diretora do filme Rejane Zilles. Cerca de 150 pessoas participaram. Com roteiro e direção de Rejane Zilles, o filme retrata a localidade de  Walachai e comunidades próximas. Povoados do Sul do Brasil, cujos descendentes de imigrantes alemães têm como língua corrente um antigo dialeto que já se perdeu na Alemanha de origem. Localizada a 70 km de Porto Alegre, esta pequena localidade resiste à passagem do tempo, em contraste com a vida urbana, apesar da proximidade das cidades. O lugar preserva uma cultura própria, arquitetura e idioma que, lentamente, começam a ser modificados pelas novas gerações.



Nessas águas escrevi minha história: narrativas das marges do Rio Uruguai



O CEMAC participou da Primavera dos Museus de 2015, recebendo a exposição “Nessas águas escrevi minha história: narrativas das margens do Rio Uruguai na área de abrangência da UHE Foz do Chapecó SC/RS”. As imagens foram expostas no Superalfa Chapecó entre os dias 19 a 28 de setembro de 2015, com a circulação de aproximadamente 8.000 pessoas. A exposição foi produzida pelo Centro de Memória do Oeste de Santa Catarina (Ceom), em parceria com a Scientia Consultoria Científica e o Consórcio Foz do Chapecó. Composta por imagens e depoimentos, a mostra retratou o cotidiano e as lembranças das pessoas que viviam no entorno do rio Uruguai. Os recortes, elaborados a partir dos depoimentos de moradores da região, abordam temas como trabalho, relações sociais, lazer, memórias, religiosidade, causos e lendas locais, o rio Uruguai, estações do ano, paisagens e lugares.



​Chapecó: transformações urbanas




Durante a Semana dos Museus de 18 a 24 de maio de 2015, o CEMAC recebeu no Superalfa Chapecó a exposição “Chapecó: Transformações Urbanas”, um retrato das transformações ocorridas na cidade de Chapecó, Santa Catarina. A exposição foi elaborada pelo CEOM/Unochapecó.  Circularam pela exposição cerca de 5 mil pessoas.



I Noite de Cinema



Em comemoração à Semana dos Museus em maio de 2015, o CEMAC realizou a I Noite de Cinema em Chapecó, Santa Catarina. No dia 19 de maio foi exibido o documentário “O Goio-En Transbordou”, de Cassemiro Vitorino e Ilka Goldschmidt, da Margot Produções. O documentário, com 70 minutos de duração, traz a voz de moradores e ex-moradores do Porto Goio-En, contando suas vivências e memórias, alegrias e tristezas num lugar marcado por transformações ligadas às águas do rio Uruguai. Além da exibição do documentário, houve participações especiais de Cassemiro Vitorino, um dos diretores do documentário, respondendo a perguntas sobre o filme; Ladislau Stormovski, falando de sua experiência como balseiro e sobre seu pai que fez mais de 100 viagens nessa função de extremo risco e ousadia; Antônio Sebastião Schneider, associados da Cooperalfa e conselheiro de administração do Sicoob MaxiCrédito, também explanou sua experiência como balseiro.



CDA 20 anos



Em 2015, quando o Campo Demonstrativo Alfa completou 20 anos de história, o CEMAC elaborou a exposição “CDA 20 anos”. A mostra contou a trajetória do maior evento técnico da Cooperalfa e como este auxiliou na difusão de novas tecnologias na agricultura e na pecuária. Cerca de 15 mil pessoas passaram pelos eventos, realizados entre janeiro e fevereiro de 2015 nas cidades de Chapecó e Bela Vista do Toldo, Santa Catarina.



Concurso para logomarca e slogan do CEMAC



Em 2013 foi realizado concurso interno para criação da logomarca e sigla do Centro de Memória da Cooperalfa e do Sicoob MaxiCrédito. Participaram mais de 200 colaboradores de ambas as cooperativas, enviando cerca de 400 propostas. O slogan “Quem coopera faz história”, proposto por Elaine Massi (RH Cooperalfa) e Suzieli Pedroso (Contabilidade Cooperalfa) foi o selecionado. A sigla escolhida foi CEMAC (Centro de Memória Alfa/MaxiCrédito), sugerida por  Agnaldo Grando (Filial Cooperalfa de Bom Jesus), Sandra Antunes (Contabilidade Cooperalfa) e Gabriela Biasus (Sicoob MaxiCrédito Agência Xaxim).



Nomes que valem uma nota



O Sicoob MaxiCrédito recebeu a exposição fotográfica “Nomes que valem uma nota”, organizada pelo Sicoob Central SC, com o apoio do Banco Central do Brasil. Foram expostos 18 painéis com todos os 43 personagens – homens e mulheres – estampados no dinheiro brasileiro, e uma mini biografia de cada um. A exposição ficou aberta à visitação de 03 de maio a 01 de junho de 2013 na agência Pioneira do Sicoob MaxiCrédito e do Superalfa Chapecó. Foram recebidos 300 alunos de cinco escolas municipais de Chapecó para visitas. Os estudantes visitaram a exposição, uma pequena mostra de dinheiro e moedas antigas, além das instalações das cooperativas, compreendendo melhor seu funcionamento. No total, passaram pela exposição cerca de 15 mil pessoas.




​Retratos da Evolução




“Retratos da Evolução” foi organizada com o objetivo de promover uma reflexão sobre as mudanças da agropecuária nas últimas décadas. Essa exposição fotográfica foi exposta no Campo Demonstrativo Alfa – CDA, maior evento técnico da Cooperalfa. Teve visitação de aproximadamente 13 mil pessoas em sete dias de evento em Chapecó e Bela Vista do Toldo/SC, em janeiro e fevereiro de 2013.



​História & Memória: AlfaMaxiCrédito




A exposição fotográfica “História & Memória: Alfa/MaxiCrédito” sintetizou os dois anos do convênio entre o CEOM, Cooperalfa e Sicoob MaxiCrédito. O Ceom prestou assessoria para as cooperativas para o início do trabalho de organização e promoção dos seus acervos históricos. A exposição mostrou algumas imagens da trajetória da Cooperalfa e do Sicoob MaxiCrédito que foram organizadas durante o trabalho. Lançada em novembro de 2012, ficou exposta durante 12 meses no hall de entrada do CEMAC. Recebeu em torno de três mil visitas de colaboradores e visitantes externos.


Receba novidades da Cooperalfa

Contatos Cooperalfa

Contatos dos setores

Trabalhe na Cooperalfa

Ligar para matriz
(049) 3321-7000

Av. Fernando Machado, 2580-D
Passo dos Fortes
Chapecó / SC