Entrevistas

  • 20/11/2020 - Estiagem nas regiões da Cooperalfa

    A estiagem está mais forte no Oeste Catarinense. Como estão as outras regiões de abrangência da Cooperalfa? LaNiña tem um comportamento típico que são veranicos e chuvas localizadas. Então, é sempre uma questão que muitos diriam de “sorte”, mas algo que não temos controle, chover em uma região ou localidade e na outra não. Vamos acompanhar a segunda parte do relato, com Julmir Cecon e Dolores Rambo, sobre situações locais de cada região. Acompanhe:

  • 19/11/2020 - Estiagem, mais forte no Oeste

    A estiagem está mais forte no Oeste Catarinense. Como estão as outras regiões de abrangência da Cooperalfa? LaNiña tem um comportamento típico que são veranicos e chuvas localizadas. Então, é sempre uma questão que muitos diriam de “sorte”, mas algo que não temos controle, chover em uma região ou localidade e na outra não. vamos acompanhar mais informações com Julmir Cecon e Dolores Rambo, sobre situações locais de cada região. Acompanhe:

  • 18/11/2020 - Continuamos com o assunto estiagem

    O assessor de imprensa, Julmir Cecon, visitou o município de Caxambu do Sul, Oeste de Santa Catarina, no dia 11 de novembro, e a situação já estava crítica. Em Linha Laranjeira - não muito distante de Guatambu -, o cooperado Ilvano Dalastra é enfático: “o milho é muito guapo; pela pouca chuva que caiu, já deveria estar todo seco”. Ele se refere ao que chama de “seca verde”, ou seja, o milho está em pé, mas sem expectativa de produzir grãos, pois as poucas garoas que recebeu foram só pra apagar a poeira”. Na safra anterior, no mesmo espaço, ele colheu 219 sacas/ha. Dalastra afirma que essa seca vai gerar impactos econômicos negativos em todas as regiões afetadas.

Contatos Cooperalfa

Contatos dos setores

Trabalhe na Cooperalfa

Ligar para matriz
(049) 3321-7000

Av. Fernando Machado, 2580-D
Passo dos Fortes
Chapecó / SC